Organizaçao Internacional do Trabalho

This post is also available in: fr it en ro ru sq bg sr

185 Estados Membros (http://www.ilo.org/global/regions/lang–en/index.htm )

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) é a agência das Nações Unidas que promove o trabalho decente e produtivo em condições de liberdade, igualdade, segurança e dignidade humana para homens e mulheres.

Objectivos:

  1. Promover os direitos dos trabalhadores,
  2. Incentivar o emprego em condições dignas,
  3. Melhorar a proteçao social,
  4. Fortalecer o diálogo sobre questões do trabalho.

A OIT é a única agência das Nações Unidas com uma estrutura tripartida: representantes de governos, empresários e trabalhadores determinam conjuntamente as políticas e os programas da organização.

A OIT é o órgão internacional responsável pela adoção e implementação das normas internacionais do trabalho. A OIT tem como objetivo garantir que os padrões do trabalho sejam respeitadas tanto em princípios quanto na prática.

A OIT e o trafico dos seres humanos

O trabalho forçado assume diferentes formas, incluindo servidão por dívida, tráfico de seres humanos e outras formas de escravidão moderna. As vítimas mais vulneráveis ​​são: mulheres e meninas forçadas à prostituição, migrantes presos em servidão por dívida e aqueles que trabalham nos campos ou no setor manufatureiro que são retidos por táticas claramente ilegais e recebem pouco ou nada.

 

  • Cerca de 21 milhões de pessoas são vítimas de trabalho forçado – 11,4 milhões de mulheres e meninas e 9,5 milhões de homens e meninos
  • Cerca de 19 milhões de vítimas são exploradas por indivíduos ou empresas e mais de 2 milhões por grupos estaduais ou rebeldes.
  • Das vítimas exploradas por indivíduos ou empresas, 4,5 milhões são vítimas de exploração sexual.
  • O trabalho forçado na economia privada gera US $ 150 bilhões em lucro anual ilícito.
  • O Trabalho doméstico, agricultura, setor de construção, manufatura e entretenimento estão entre os setores mais afetados.
  • Trabalhadores migrantes e povos indígenas são particularmente vulneráveis ​​no trabalho forçado.

Os principais documentos adotados pela OIT sobre esta questão são:

 

Menu